Resenha: OS ELEFANTES NÃO ESQUECEM (Agatha Christie)

Olááááá, terminei mais um livro da minha TBR pra Maratona Literária de Inverno 2017. Esse cumpre os desafios "um livro com menos de 200 páginas" e "um livro escrito por uma mulher". Estou falando de Os elefantes não esquecem, de Agatha Christie.

Eu AMO os livros da Agatha, adoro a escrita dela e adoro essa coisa de passar o livro todo tentando descobrir quem é o culpado, seguindo pistas etc. É muito bom.

Em Os elefantes não esquecem eu consegui descobrir quem era o culpado lá pelo meio do livro e isso me decepcionou um pouco, pois já estou acostumada a me surpreender com o final dos livros da Agatha, mas nesse isso não aconteceu.

"As pessoas tem mais interesse pela vida dos outros do que pela própria"

Na história o detetive Poirrot ajuda Ariadne Oliver, uma amiga e escritora a desvendar a misteriosa morte do casal Ravenscroft, que morreu a 12 anos atrás.

Tudo começa numa festa para escritores, onde a famosa Ariadne Oliver é abordada por uma mulher chamada Sra. Burton-Cox  que lhe conta sobre um caso inexplicável que aconteceu anos antes. 

Os corpos do casal Ravenscroft  foram encontrados em um penhasco, onde anos antes uma mulher também tinha sido morta. O casal foi morto com um tiro cada um, e a arma usada no crime estava ao lado dos corpos, com as impressões digitais deles. A policia  concluiu que foi feito um pacto de morte entre eles, um matou o outro e depois se suicidou.

O caso foi encerrado, mas muitos não acreditam que tenha sido isso o que de fato aconteceu. Por que eles fariam uma coisa dessas? Eles eram ricos, tinham filhos e aparentemente eram felizes, não havia motivo para acabarem com suas vidas.  

A sra. Burton-Cox esta preocupada porque seu filho vai se casar com Celia Ranvenscroft, a filha do casal morto, e antes que o casamento aconteça ela quer saber o que de fato aconteceu com os pais de sua futura nora. Celia é afilhada de Ariadne Oliver, que decide chamar seu amigo, o detetive Hercule Poirrot para desvendar esse crime.

Como o crime já aconteceu a muito tempo, o jeito é conversar com as pessoas que eram próximas do casal e ir juntando as pistas. Essas pessoas são os tais "elefantes" do título, que se refere a expressão "memória de elefante" pois só quem tem boa memoria ia conseguir lembrar dos detalhes que ocorreram naquela época.

"O certo é que a gente nunca sabe das infelicidades íntimas das pessoas"

Esse livro foi um dos últimos escritos por Agatha Christie, e é muito bom ver que mesmo com a idade já avançada ela continuava escrevendo maravilhosamente bem. Este não entra para minha lista de livros favoritos da Agatha, porque senti falta de mais ação nele. Como o crime aconteceu no passado, temos vários capítulos com Poirrot e Oliver conversando com as pessoas que conheciam o casal, ou seja são capítulos em que eles contam suas memorias, mas não há muita ação.

De qualquer forma é um livro agradável de ser ler, é curto e a leitura flui muito bem. 

13 comentários:

  1. Olá Ana, tudo bem?

    Eu tenho apenas um livro da Agatha, mas infelizmente não tive tempo ainda para lê-lo. Sabe como é, parcerias, trabalho... Mas vou ganhar O Assassinato no Expresso Oriente de uma colega de trabalho porque vai lançar um novo filme em breve. <3

    Espero gostar tando dele quanto você gostou de Os elefantes não esquecem!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Tenho pesquisado sobre Agatha, sua biografia e livros, e uma das minhas próximas leituras será "Morte na Mesopotâmia". Ainda não tenho esse livro mas parece ser bem interessante. Ela deixou lindos trabalhos que merecem ser lidos e compartilhados. Muito boa sua resenham parabéns, bjoooo

    ❤️ http://blogaventuraliteraria.blogspot.com.br/ ❤️

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana,
    Sinceramente gosto de livros policiais, mas não consigo gostar de Agatha Christie. Já tentei ler três livros dela, mas nenhum me agradou de verdade. Já ouvi falar de Os Elefantes não Esquecem, dizem que é um dos melhores dela, mesmo assim tenho medo de não gostar. Vou deixar a dica passar por este motivo, mas usa resenha está ótima!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Mesmo vendo o numero de fãs da Agatha Christie não consigo infelizmente sentir vontade de ler algum livro dela. Acredito que não seja um tipo de leitura que me agradaria mas nunca podemos dizer nunca né? Então dessa vez passo a dica mas quem sabe um dia me aventuro pelos livros dela.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nunca li nada da Agatha, mas não é por falta de indicação. Sempre ouço maravilha sobre suas obras e com o filme adaptado de uma de seus livros chegando por ai, muito provavelmente a autora voltará aos holofotes.
    Acho o nome desse livro e o enredo descrito por sua resenha uma sacada genial. Talvez não tenha tanta ação, porque como foi o último dela a autora tenha levado mais para um lado analítico das situações. Do tipo quanto mais velho, conseguimos analisar as coisas melhores.
    Espero ter a chance de conferir todas as obras de Agatha.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca li nenhum livro da Agatha Cristie, mas tenho muito interesse porque fiquei completamente apaixonada por livros de mistério após ler O Chamado do Cuco. Espero que surja, novamente, a oportunidade de ler mais um livro desse gênero. Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada da autora e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Não sou de ler suspenses ou coisas do tipo, mas como a Agatha é uma unanimidade, sei que tenho que ler. Talvez comece por este livro aqui.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Infelizmente não consigo realizar a leitura dos livros da autora, não me fechei com a escrita dela, mas não posso negar que já ouvi muitos falando muito bem desse livro e de todos que ela já escreveu, com certeza quem gosta de suspense vai gostar das histórias dela!

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Olá...
    Adorei a resenha!
    Gostei bastante de seus comentários e me bateu até um arrependimento aqui, porque, tinha esse livro em minha estante, mas, acabei dando de presente pra uma amiga rsrs...
    Gostei bastante do enredo e mesmo não sendo um dos melhores dela, como você disse, fiquei com vontade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Li um livro da Agatha e adorei o que encontrei. Não conhecia esse título ainda, mas fiquei intrigada para saber o que acontece nessa trama, principalmente, por você ter dito que é um dos últimos livros escritos pela autora, mas mostra que ela ainda é boa no que faz.
    Achei interessante essa questão de o crime ter acontecido há um tempo.
    Vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?? Os livros da Agatha são ótimos ne? Nesse caso eu ainda não li esse mas acredito que vc tenha descoberto o assassino antes dk final pq a gente vai se acostumando a escrita do autor. Acontece isso comigo por exemplo,nos livros do sidney sheldon, eu lia tabto que os últimos eu ja sabia exatamente oq ia acontecer no final. Isso não quer dizer que ele não era original ou tava batido, mas sim que eu ja sabia sobre a escrita dele, mas dai a falta de ação são duas coisas bem diferentes ne? Falta de ação realmente desanima. Já que vc gosta do estilo, te indico o harlan coben,até agora não teve um só final que não me surpreendesse e olha que me esforcei bastante. De toda forma, como vc falou e por ser um clássico, imagino que valha a leitura mesmo. Bjossss

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  12. Oiii
    Ah gente eu sou apaixonada pela Agatha!! É tão bom quando os finais dos romances policiais nos surpreendem, mas eu tenho uma gloria pessoal quando consigo descobrir a pessoa hahaha deveria se sentir assim, poxa!

    beijossss

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu tenho um livro da Agatha e nunca li, não só por falta de tempo, mas também por não gostar muito do gênero das obras dela. Sei que devem ser maravilhosos, mas acredito que ainda não seja a hora de lê-los.
    Adorei a resenha e o post. Beijão!

    ResponderExcluir