Resenha: O COLECIONADOR DE LÁGRIMAS (Augusto Cury)

"Se você tivesse a oportunidade de retornar no tempo, eliminar Hitler e mudar a história, você o faria?"

Você já se perguntou isso?  Todo mundo sabe que Hitler foi o responsável por um dos episódios mais tristes da historia da humanidade. Não tem como não sentir um nó na garganta só de pensar naquelas milhares de pessoas, incluindo crianças, que foram mortos nos campos de concentração simplesmente por serem judeus. Hitler foi um monstro. Mas e se pudêssemos voltar no tempo, encontrar Hitler ainda criança e mata-lo. Isso ia impedir que o holocausto acontecesse, mas será que seria certo eliminar uma criança até então inocente, só para não deixa-la crescer e se transformar num monstro?

Questões como essa estão presentes no livro O colecionador de lágrimas, que na minha opinião é um dos melhores livros sobre o nazismo e é o melhor livro de Augusto Cury. Essas questões fazem parte das aulas do Professor Verne, nesse maravilhosos livro que mistura ficção e não ficção.

A parte de não ficção diz respeito aos fatos sobre a segunda guerra e sobre Hitler, os fatos narrados são reais e a fonte de pesquisa que o autor utilizou vem listada no final do livro. É um livro rico em informações sobre esse importante período histórico. O protagonista é um professor e enquanto ele dá aulas para seus alunos, nós leitores, vamos aprendendo também. Os fatos que ele narra nas aulas são reais.

A parte de ficção diz respeito ao historia que gira em torno do professor Julio Verne (sim, o nome do protagonista é o mesmo do famoso escritor). Julio é um professor especializado em nazismo e segunda guerra mundial que instiga seus alunos a pensarem e abrir suas mentes. Um homem culto e um profissional respeitado, que começa a ver sua vida virar de cabeça pra baixo quando passa a ter pesadelos.

Os pesadelos do professor são sempre relacionados ao holocausto, e  a cada noite é como se ele fosse um personagem dessa triste época. Tem noites que ele sonha ser um judeu em um campo de concentração, em outras ele sonha ser um soldado nazista contribuindo para todas aquelas atrocidades. Ele acorda assustado com as coisas que "viu" em seus sonhos e começa a ter episodio de panico. Sua esposa katherine tenta acalma-lo, mas fica cada dia mais preocupada com a saúde mental dele.

"A violência não é causada apenas pela ação dos tiranos, mas também pelo silencio dos que se calam"

Mesmo com as crises e os pesadelos, Julio continua tentando levar sua vida normalmente, mas de repente ele passa a encontrar em seu dia a dia pessoas que aparecem em seus sonhos. Pessoas que teriam vindo da época de Hitler e que começam a persegui-lo. A história começa a ficar cada vez mais misteriosa e para completar, o professor começa a receber cartas datadas da segunda guerra mundial, sendo que algumas dessas cartas são assinadas por ele próprio.

Katherine teme que o marido esteja enlouquecendo e o encoraja a procurar ajuda, mas a vida dele continua um grande mistério e quando se dá conta eles já estão imersos em perseguições e atentados.

Acho esse livro sensacional. As aulas e palestras do professor são espetaculares e como disse antes, são fatos reais. Você vai ter um mini curso de nazismo e segunda guerra lendo esse livro. Mas não é nada didático, nem chato de se ler. É intrigante, questionador, é algo que te faz pensar.

A trama do professor, com todo mistério em torno dos pesadelos e cartas também é algo maravilhoso de se ler. Você fica o tempo todo se perguntando "como?".  Como você pode sonhar com uma pessoa, de uma época tão distante e de repente essa pessoa aparecer na sua vida real, na época atual. E como é possível você receber cartas que você mesmo escreveu numa época em que nem tinha nascido.

É um suspense daqueles que você não consegue largar por nada.

"Quem não tem nenhum tipo de medo é irresponsável. Coragem não é a ausência de medo. 
É o controle sobre ele."

Esse livro tem uma continuação chamada "Em Busca do sentido da vida"



Nenhum comentário:

Postar um comentário