Resenha: Trilogia FRONTEIRAS DO UNIVERSO (Philip Pullman)

Hoje vou falar de uma trilogia que gostei bastante. Já faz tempo que eu li esses livros e recentemente vi que ele será relançado em breve com novas capas.

Essa trilogia gerou uma grande polêmica com  a igreja católica e eu explico abaixo, logo após a resenha. É um livro na categoria infanto juvenil, mas eu realmente não o recomendo para crianças, é bem complexo.

No primeiro livro, A bússola de ouro, conhecemos nossa protagonista,  uma menina de onze anos chamada Lyra. Ela é orfã e vive na cidade Universitária de Oxford, na Inglaterra aos cuidados do tio, Lord Asriel. Ela vive perambulando pela universidade com Pan, seu daemon, e Roger, seu amigo. É uma menina travessa, bem moleca e muito curiosa.

Nesse mundo, todas as pessoas possuem um daemon (ou dímons), seres que tem a forma de animais (macaquinho, esquilo, rato, pássaro etc) e estão conectados a seu dono. As pessoas não conseguem se afastar muito de seus daemon, eles são como a alma da pessoa e quando alguém morre seu daemon desaparece. 
Quando a pessoa é criança, o daemon fica mudando de forma, porém na adolescência o daemon se fixa numa forma única, que vai acompanhar a pessoa pelo resto da vida. Não existe uma idade certa pra isso, mas acontece quando a pessoa perde a inocência, ou seja, quando deixa de ser criança.

Um dia Lyra ouve uma conversa do tio com catedráticos sobre uma nova descoberta, um tal pó e uma forma de ir para outros mundos através das luzes da aurora boreal. Pouco depois, Lord Asriel sai em uma viagem para o Norte, mas antes de ir dá um presente a Lyra: uma bussola de ouro, que a principio ela não sabe como funciona.
Sem o tio por perto,  Lyra é tirada da Universidade para viver com uma mulher, a senhora Colter, que quer educa-la e refina-la, já que ela esta virando uma mocinha. Mas aí ela descobre que crianças estão desaparecendo e quando seu melhor amigo, Roger, também desaparece ela decide que não pode mais ficar ali. Ela sai para resgatar Roger e para tentar encontrar o tio.

Lyra embarca numa maravilhosa jornada, passando por vários lugares e conhecendo seres espetaculares. Ela descobre um grupo chamado Magisterium que esta usando as crianças numa experiencia terrível, que separa as crianças de seu daemon. Além disso descobre também segredos sobre sua origem e a existência de outros mundos.

"Os seres humanos não conseguem ver qualquer coisa sem querer destruí-las, Lyra. 


Em 2007 o primeiro livro foi adaptado para o cinema com a atriz Nicole Kidman no papel da senhora Colter. Eu particularmente não gostei muito do filme e acho que muita gente não gostou também, já que eles não fizerem as continuações, parte disso acho que se deve aos cortes e edições que o filme sofreu para deixa-lo adequado a uma determinada faixa etária. A essência do livro foi perdida no filme.

O segundo volume da trilogia se chama A Faca Sutil. Já o terceiro e último se chama A Luneta Âmbar. Não tem como eu falar muito desses livros sem dar spoilers, mas história segue bem amarrada e cheia de surpresas. (Abaixo falo mais desses livros, com spoilers)

Sem sombra de dúvidas esse livro é fantástico e apesar de se passar num mundo diferente do nosso ele nos proporciona muitas reflexões e comparações. Tenha a mente aberta ao lê-lo e embarque nessa maravilhosa aventura.



SOBRE A POLÊMICA (CONTÉM SPOILER)

A trilogia Fronteiras do Universo se tornou muito polêmica devido as críticas de cunho religioso que a história trás. Na história a ciência e a religião se contradizem, e as pessoas envolvidas são capazes de tudo para provar que seu ponto de vista é que esta certo. Muitos ateus enaltecem o livro, enquanto cristãos o odeiam, por ele pregar a "morte à autoridade" o que pode ser visto como a morte de Deus (e é o que acontece no final da trilogia). O vaticano condenou o livro que foi proibido em diversas escolas ao redor do mundo.

No livro o grupo Magisterium é claramente uma referência a igreja, que quer controlar os daemons (a alma) das crianças, além exercer influência sobre toda a população . A bussola de ouro contem a verdade suprema para quem consegue decifra-la. Lyra tem esse dom de decifrar e assim ela consegue obter a verdade sobre qualquer assunto. 

No segundo livro, Lyra se junta a Will, um garoto de 12 anos que possui A faca sutil, que é um instrumento que permite abrir passagens para outros mundos e ao ir ao mundo dos mortos, Lyra e Will acabam libertando os mortos ou fantasmas. Ao longo da série vamos vendo o amadurecimento dos dois e uma paixão nascendo. Conhecemos anjos, feiticeiras, anjos caídos e muitos outros seres. Enquanto isso Lord Asriel esta montando um exercito para combater a Autoridade.

No último livro, A luneta âmbar, as criticas a igreja ficam mais fortes do que nunca. Lyra é vista como a nova Eva e o Masgisterium decide que ela deve morrer antes de cair em tentação e cometer o pecado original. A cobra (que vai tenta-la) é uma cientista e fica claro que o pecado original é o conhecimento. Lorde Asriel comanda um exercito de anjos, humanos e outro seres na guerra contra a Autoridade. No final há uma explicação sobre o que é o pó e sobre a ligação dele com os daemons e a ligação das  crianças e adultos com seus daemons.

A igreja acusa a obra de Pullman de promover o ateísmo. Bom, eu sou cristã e adorei o livro porque sei que ele é totalmente ficção e não acho que um livro tenha a capacidade de acabar com a fé das pessoas. Encarei o livro como puro entretenimento e gostei da história. Minha fé em Deus continua a mesma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário