Resenha: AMOR DE PERDIÇÃO (Camilo Castelo Branco)

Já faz mais de dez anos que li esse livro pela primeira vez, foi na época da escola, aula de português. A professora dividiu a turma em grupos e nos levou a biblioteca, cada grupo tinha que escolher um livro para ler e fazer uma apresentação. Meu grupo escolheu um livro da clássica coleção vaga-lume, chamado O mistério do cinco estrelas. Ótimo livro. Mas durante as apresentações foi o livro escolhido por outro grupo que me chamou a atenção, o livro em questão era  Amor de perdição. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas a apresentação foi tão boa que alguns dias depois fui na biblioteca pega-lo para ler.  Tempos depois acabei comprando.

Amor de perdição é uma história de amor tão trágica e apaixonada quanto Romeu e Julieta.  

Os jovens Teresa Albuquerque e Simão Botelho viram vizinhos e acabam se apaixonando, porém o amor deles é proibido porque suas famílias se odeiam (sim, exatamente como em Romeu e Julieta). 

Quando descobre que a filha esta apaixonada por Simão, o pai de Teresa  resolve que vai casa-la com o primo Baltasar. Tereza se recusa terminantemente a se casar com o primo, então o pai decide interna-la num convento, tudo para afasta-la de Simão. Só que Simão vai atrás e acaba se hospedando na casa de João da Cruz, que tem uma filha, Mariana, que se apaixona por Simão. Ao descobrir que Simão continua próximo de Teresa, o pai transfere a filha para outro convento, em outra cidade. Simão não desiste e tenta sequestra-la, mas acaba se envolvendo num confronto que termina com a morte de Baltasar e com Simão preso. 

Com Simão na cadeia e Teresa no convento eles conseguem se comunicar através de carta. Essa é uma daquelas histórias em que nada consegue destruir o amor do casal, não importa que o mundo tente separa-los. E ainda tem Mariana que ajuda Simão durante sua estadia na prisão e a cada dia mais se apaixona por ele. O amor, claro, não é correspondido, Mariana sabe que Simão ama Teresa, mas no coração não se manda e ela o ama verdadeiramente. Quando o pai de Mariana morre, ela pega todo o dinheiro de sua herança e usa para ajudar Simão. Ela faz literalmente de tudo por ele, mesmo sabendo que ele não a ama.

Várias coisas acontecem e Simão e Teresa lutam por seu amor. E Mariana luta para ficar perto de Simão. É um triângulo amoroso daqueles de tirar o folego. O final do livro é trágico, muito trágico, ouso dizer que é mais trágico do que Romeu e Julieta, mas é uma linda historia de amor.

Se você não esta acostumado a ler livros antigos, talvez tenha um pouco de dificuldade para engatar na história devido ao português arcaico. Esse livro foi escrito em 1862 e o autor usa palavras que não estamos acostumados, isso pode causar um certo estranhamento no inicio, mas você acostuma logo. Outra dificuldade é que esse livro é escrito por um autor português, ou seja é o português de Portugal. Mas não desista porque vale muito a pena.

Quando você terminar de ler o livro  e dizer sobre o final "Ah! Ninguém ia fazer isso na vida real", fique sabendo que sim, fizeram. Esse livro conta uma história real. Simão era tio do autor Camilo Castelo Branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário