Resenha: CORTE DE ESPINHOS E ROSAS (Sarah J Maas)

Esse livro tem sido comparado com a história de A Bela e a Fera e em alguns aspectos é isso mesmo, mas ele vai muito além do amor entre uma jovem e um mostro, é um mundo fascinante o que te espera nesse livro.

Há muito tempo atrás os humanos eram escravizados por féricos, seres fantásticos que possuem magia. Depois de uma revolta dos humanos, uma grande guerra aconteceu e após sangrentas batalhas um Tratado foi firmado para que os humanos e os féricos pudessem viver em paz, porém separados. Uma imensa muralha foi magicamente construída separando as Terras Mortais, onde os humanos vivem, de Prythian, onde vivem os féricos.

A história começa cerca de 500 anos após o Tratado ter sido feito, e nossa protagonista é Feyre, uma jovem de dezenove anos que perdeu a mãe ainda criança e é a responsável pelo pai e pelas duas irmãs mais velhas. Sim, isso mesmo, a mais nova é a responsável pelo sustento irmãs mais velhas.A família de Feyre era rica e viviam bem, mas acabaram perdendo tudo e o pai ainda foi agredido e ficando gravemente ferido na perna, o que o fez ficar manco. Eles saíram de sua bela casa e tiveram que se estabelecer num pequeno chalé próximo a floresta onde fica a muralha e o pouco dinheiro que eles ainda tinham logo foi acabando. Com o pai manco e as irmãs imprestáveis, foi a jovem Feyre que assumiu a responsabilidade do sustento da família.

Num dia de inverno Feyre esta na floresta caçando e rezando para encontrar alguma presa, a família não come direito por dias e se ela não encontrar nada todos podem acabar morrendo. A menina esta na floresta quando avista um cervo, é a chance de uma refeição que irá salvar suas vidas. Feyre pega seu arco e mira uma flecha para o cervo, mas ela percebe que não esta sozinha. Um lobo também esta de olho no cervo, e aparentemente ele não viu Feyre. A jovem se impressiona com o tamanho do lobo e se pergunta se não é um férico, pois ela sabe que féricos podem se transformar em animais com sua magia. Feyre fica na duvida do que fazer, se ela acertar o lobo, o cervo irá fugir e ela ficará sem o  jantar, por outro lado se ela acertar o cervo o lobo irá vê-la e pode ataca-la ou irá atacar o cervo e adeus jantar.  Após pensar em suas opções, a jovem decide arriscar. Ela atira no cervo e imediatamente pela sua flecha de freixo, uma madeira mortal para féricos. Ao perceber que o cervo foi atingido o lobo olha para Feyre e ela solta a flecha atingindo o lobo em cheio.

Com o cervo e o lobo mortos, Feyre tem que decidir o que fazer. Ela não tem força para carregar os dois animais, então ela decide levar o cervo e do lobo levar apenas a pele para poder vender. Com sua faca ela tira toda a pele do lobo e volta para casa feliz.

No dia seguinte, bem alimentados, Feyre e as irmãs vão a vila e vendem a pele, mas a noite elas recebem uma assustadora visita em seu chalé. Uma fera, um lobo imenso e com garras afiadas invade o chalé chamando-os de assassinos. As suspeitas de Feyre estavam certas, o lobo que ela abateu na floresta era mesmo um férico e agora o amigo dele estava ali,  e estava muito bravo.

Feyre assume o que fez, mas diz que fez apenas por necessidade. A fera diz que ela quebrou as regras do Tratado e por isso ela deve morrer ou viver com ele em sua corte. Sem outra alternativa a jovem deixa o mundo mortal para trás e atravessa a muralha para Prythian, a terra dos féricos.

Em Prythian, Feyre embarca numa fantástica aventura. Ela descobre que a fera, se chama Tamlin e que ele não é apenas um férico, ele é um grão férico, ou seja o rei de sua corte. Aos poucos Feyre vai se afeiçoando a Tamlin e uma paixão surge entre os dois, mas há um perigo no ar. Uma maldição que esta se alastrando por Prythian e que pode chegar as terras mortais como uma peste e dizimar os humanos. Talvez só Feyre consiga quebra-la.

A escrita de Sarah J. Maas é sensacional (é a autora do Trono de vidro) e ela nos faz embarcar no mundo mágico de Prythian, descrevendo cada detalha de forma incrível. A história é super bem construída e a leitura flui rápido. Um super livro para quem curte fantasia. Vale  muito a pena ler

Nenhum comentário:

Postar um comentário