MINHA VIDA FORA DOS TRILHOS (Clare Vanderpool)

"Quando há sofrimento, procuramos um motivo. E é mais fácil encontrar esse motivo dentro de si mesmo."

A resenha de hoje é sobre o livro de uma autora que me encantou no ano passado. Quando li Em algum lugar das estrelas (resenha aqui) fiquei completamente apaixonada pelo livro e pela escrita da autora. Agora finalmente li o outro livro dela, que na verdade foi escrito antes, mas só foi publicado depois do sucesso de Em algum lugar das estrelas.

Em Minha vida fora dos trilhos acompanhamos as aventuras de uma menina de 12 anos chamada Abilene que cresceu ao lado de do pai pelas estradas, indo de um lugar para o outro. A vida nômade fez com que a menina nunca fincasse raízes em nenhum lugar e nunca tivesse amigos de verdade. Agora que esta com 12 anos Gideon, o pai dela, acha que a estrada não é o lugar apropriado para uma mocinha e por isso manda a garota para sua cidade natal Manifest, para ficar aos cuidados de Shaddy, um grande amigo e pastor da igreja local. Gideon diz a Abilene que a estadia dela lá será por apenas 1 mês, somente enquanto ele executa um trabalho pesado em outra cidade.

"Quem sonharia que alguém pode amar sem ser esmagado por esse peso?"

Abilene chega a Manifest de trem. Ela nunca esteve na cidade, mas conhece bem o lugar por causa das historias que o pai sempre lhe contou. Manifest é uma terra seca que esta sofrendo com os efeitos da Grande Depressão de 1930. Logo em sua primeira noite Abilene encontra uma caixa escondida embaixo do assoalho de seu quarto e dentro há objetos interessantes, além cartas das quais se destaca uma de 1918 que diz que um tal Cascavel esta vigiando a cidade. Abilene não tinha a intenção de fazer amigos, mas acaba se aproximando de duas meninas que conheceu na escola e juntas elas decidem investigar quem é o tal cascavel.

Em Manifest Abilene também conhece Hattie Mae Harper que escreve o jornal local há décadas e a Srta. Sadie, uma mulher estranha tida como vidente. Abilene acaba quebrando um objeto da Srta. Sadie e a "vidente" pede que a garota trabalhe para ela até pagar pelo prejuízo. São nesses momentos que a Srta. Sadie começa a contar uma história que aconteceu em Manifest a muito tempo, os protagonistas dessa historia são dois meninos chamados Ned e Jinx, e os objetos que ela encontrou no assoalho estão presentes na historia.

"Era interessante juntar fragmentos das histórias que eu tinha escutado da Srta. Sadie. Notar o que mudou e o que continuava igual. Porém, por alguma razão, essas histórias me deixavam tristes e muito irritada. Eu me irritava por todo mundo naquela cidade ter uma história para contar. Todo mundo era dono de um pedaço da história daqui. Mas ninguém falava do meu pai."

Abilene se envolve cada vez mais com as historias do passado de Manifest e não vai descansar enquanto não descobrir quem é o Cascavel e onde seu pai entra nessa historia. Se ele cresceu na cidade porque não aparece em na historia e nem tem nenhum rastro dele em lugar nenhum?

O livro é em primeira pessoa, narrado por Abilene, exceto nos capítulos em que é contado a historia de Ned e Jinx, que se passam durante a Primeira Guerra. Outra parte constante no livro são artigos de jornal publicados pela Hattie Mae Harper e são sempre muito divertidos de acompanhar.

O livros esta lindo. Em capa dura, com marcador de fila, imagens lindas na parte final do livro e ainda vem de brinde um cartão postal do Kansar lindíssimo.

Minha vida fora dos trilhos é uma história que te prende e te encanta. Se você gostou de Em algum lugar das estrelas é muito provável que vá gostar deste também.


A GAROTA QUE BEBEU A LUA (Kelly Barnhill)

Que livro mais lindo. Me apaixonei.
A garota que bebeu a lua é um livro infanto juvenil, mas vai encantar leitores de qualquer idade, pois é uma história cheia de magia e fantasia.

Tudo começa numa cidadezinha chamada Protetorado onde uma vez por ano um bebê precisa ser deixado na floresta como um sacrifício a uma bruxa. Todos os anos o bebê mais novo é levado por um grupo chamado de Conselho dos Anciãos e é deixado no meio da floresta. Eles acreditam que o sacrifício impede a bruxa de atacar a cidade e causar a destruição. O povo do Protetorado é um povo entristecido, todos os anos uma família perde um de seus filhos, mas a maioria entrega a criança de bom grado, pois sabe que o sacrifício é necessário para manter a cidade longe da malvada bruxa.

A historia começa com o Conselho indo busca a bebê que será sacrificada naquele ano, mas a mãe da bebê se recusa a entrega-la. A mulher tenta de tudo, mas a criança é arrancada de seus braços e é levada para a floresta. A mãe não suporta a dor,  enlouquece e acaba sendo trancada numa torre. Junto com os Anciãos esta Antain, um jovem aprendiz, que fica chocado com o fato de terem deixado um bebezinho sozinho no meio da floresta.

Na floresta a bebê é resgatada por uma bruxa chamada Xan que não entende porque os moradores daquele lugar abandonam seus bebês. Sim, Xan é uma bruxa, mas não é má, na verdade não existe bruxa malvada que exige crianças como sacrifício, isso é uma lenda na qual o povo do Protetorado acredita. A bruxa Xan sabe que todos os anos naquela data uma criança é abandonada no meio da floresta,  e ela pega a criança para evitar que ela seja devorada pelos animais da mata. Xan leva essas crianças para as cidades livres e as entrega a famílias que as criam com amor e dedicação. 

"Todos os anos, um bebê é abandonado na floresta, em um mesmo lugar, para morrer. Todos os anos eu levava o bebê pela floresta para uma nova família que o amaria e o manteria em segurança. Cometi o erro de não ser curiosa. Cometi o erro de não questionar. Mas a tristeza pairava sobre aquele lugar como uma nuvem, e eu saia de lá o mais rápido possível"

O trajeto da floresta até as cidades livres leva alguns dias e Xan precisa alimentar os bebês, então ela costuma erguer sua mão para o céu, tocar uma estrela e deixar a criança beber a luz estelar. As crianças que são alimentadas com as estrelas são chamadas de crianças estelares e elas ganham bondade, generosidade, amor e todos os sentimentos bons aumentados. Elas não ganham poderes mágicos, mas se tornam especiais. Porém no caso da bebezinha que foi arrancada a força da mãe, Xan comete um erro. Ela pretendia alimentar a criança com a luz das estrelas, mas ao erguer a mão para o céu acaba, por acidente, pegando a lua. Quando percebe o erro a criança já havia bebido muito da luz do luar. 

Diferente da luz das estrelas, a luz do luar é perigosa, pois ela embruxa a pessoa que a bebe. Xan percebe que a criança bebeu uma quantidade muito grande, o que significa que ela terá muito poder. Sendo assim ela não pode entregar uma criança com poderes mágicos para uma família criar, então decide que ela mesma vai criar a menina e ensina-la tudo sobre magia.  A menina recebe o nome do Luna e Xan sabe que uma criança com poderes mágicos tão grandes pode ser um perigo para ela mesma e para os outros.

O livro é uma graça. Acompanhamos Luna vivendo com Xan e com seus amigos, como um monstro do pântano e um dragão. Além disso, também acompanhamos o que esta acontecendo no Protetorado, Antain cresce, mas nunca esquece do dia em que deixou um bebê sozinho na floresta, ele também não esquece da mãe da criança gritando enquanto sua filha era arrancada de seus braços. Enquanto isso, todos os anos, uma criança continua sendo deixada na floresta e aos poucos vamos descobrindo a verdade por trás disso tudo.

"Conhecimento é realmente um poder terrível"







The Underground Railroad (Colson Whitehead)

"Se quiserem ver do que é feita esta nação vocês tem que percorrer os trilhos. Olhem para fora a medida que acelerarem, e vão ver a verdadeira face da América".

The Underground Railroad - os caminhos da liberdade é um livro que foi lançado em 2016, ganhou vários prêmios literários, foi indicado por Obama e entrou para o clube de leitura da Oprah.  No mês passado, nós assinantes da TAG, recebemos o livro da caixinha do clube. 

A história se passa nos Estados Unidos em 1812. Cora é uma jovem escrava que vive na Georgia numa fazenda produtora de algodão. Naquela época era comuns os escravos tentarem fugir das fazendas, mas a maioria era capturada por capatazes e tinham castigos horríveis (uma morte lenta e dolorosa na frente de todos). 

A fazenda Randall se orgulhava de ser um local onde nenhum escravo tinha sucesso na fuga, pois todos acabavam sendo capturados. Isso muda quando Cora ainda é criança, pois sua mãe Mabel consegue fugir e nenhum capataz consegue encontra-la. Hoje Cora é uma jovem caminhando para a idade adulta e que ainda vive na fazenda Randall, ela guarda uma mistura de mágoa e orgulho de mãe. Orgulho por ela ter sido a unica escrava da fazenda a ter sucesso na fuga e mágoa pela mãe não a ter levado junto.

A vida de Cora na fazenda não é fácil, afinal ela é uma escrava. Assim que fica mocinha a garota é violentada e logo percebe como é a vida de uma mulher escrava. O livro retrata bem a vida dos escravos na fazenda e em vários momentos ficamos chocados com o nível de crueldade dos castigos aplicados.

"Uma vez que você ficasse velho, dava na mesma ter 98 ou 108 anos. Nada mais restava no mundo para lhe mostrar, a não ser a última encarnação da crueldade."

A vida de Cora muda com a chegada de Caesar, um novo escravo que acabou de ser comprado. Caesar teve uma história de vida bem diferente da dos outros escravos. Ele e os pais viviam na fazenda de uma senhora idosa que era boa com eles. Eles trabalhavam na fazenda e não tinha salario nem nada, afinal eram escravos, porém não havia castigos, chibatadas nem nenhum tipo de violência. A senhora gostava do menino e quando ele ainda era pequeno ela começou  a ensina-lo a ler. A boa sorte deles acaba quando a senhora morre e os parentes que herdaram a fazenda decidem vender os escravos. Caesar acabou sendo comprado pela fazenda Randall e seus pais foram comprados por outras fazendas. 

Caesar logo fica amigo de Cora e lhe conta sobre uma rota de fuga subterrânea que liga vários pontos dos Estados Unidos. Caesar é o único escravo da fazenda que sabe ler, tem conhecimento de varias coisas e ele acaba colocando em Cora o desejo pela liberdade. Os dois fogem e vão utilizando a ferrovia subterrânea para ir atravessando o país e tentar chegar aos estados do norte onde a escravidão não é mais aceita. Enquanto isso, o dono da fazenda oferece uma recompensa a quem der noticia do paradeiro dos fugitivos, então logo tem um bando de caça escravos atrás deles.

"Ser livre não tinha a nada a ver com correntes ou com o quanto de espaço você tinha. Na fazenda, ela não era livre, mas se movimentava sem restrições em seus acres, experimentando o ar e acompanhando as estrelas do verão. O lugar era grande em sua pequenez. Ali, ela estava livre do seu senhor, mas  enfiada em um esconderijo tão minusculo que não podia ficar de pé".

É interessante ressaltar que a ferrovia subterrânea narrada no livro realmente existiu e foi utilizada como fuga de vários escravos. O autor pega uma base real e cria uma historia fictícia, devo admitir que ela ficou abaixo de minhas expectativas, mas no geral é um livro bom. A narrativa flui bem, o autor usa frases curtas e não fica descrevendo tudo nos mínimos detalhes. O que me incomodou um pouco é que apareceram personagens que simplesmente sumiram da história e eu não entendi qual a utilidade deles ali. 



MINHA METADE SILENCIOSA (Andrew Smith)

Livro simplesmente incrível e que precisa ser lido. Aborda temas fortes numa narrativa envolvente e é simplesmente impossível parar de ler.

Minha metade silenciosa conta a história de um menino prestes a completar 14 anos chamado Stark McClellan, mas que todos o chamam de Palito. O menino recebeu esse apelido porque é muito alto e magro, mas o que o incomoda mesmo é que ele nasceu sem uma orelha e por isso é constantemente alvo de bullying na escola. Ele não escuta do lado que não tem orelha e  se acha uma deformidade, um monstro por ter nascido com uma parte do corpo faltando. 

"E não há amor na minha casa, só regras"

Palito tem  um irmão dois anos mais velho chamado Bosten que é seu melhor amigo e protetor. É Bosten quem protege o irmão das piadas dos garotos da escola, é Bosten a pessoa em quem Palito mais pode confiar. Os dois vivem com os pais, porém a vida familiar deles é cercado por violência. A casa tem regras totalmente estupidas como: é proibido dormir de pijama (os meninos tem que dormir só de cueca) ou, é proibido deixar a camisa para fora da calça e sempre precisam estar com uma camiseta branca por baixo da camisa normal. Enfim, são regras totalmente sem noção que quando quebradas geram surras e castigos violentos. O mais triste é ver que Palito acha isso normal, para ele todas as casas são assim, todos os meninos apanham dos pais.

"Minha mãe e meu pai nunca nos quiseram. Eu. Bosten. Especialmente eu. Eu era uma lembrança de tudo o que estava errado. Mas Bosten veio antes e pagou por mais tempo."


Apesar da violência em casa, Palito tenta levar uma vida normal ao lado de Bosten e da melhor amiga Emily, mas tudo muda quando uma questão bem delicada acontece e Bosten acaba fugindo de casa. Palito decide que não pode ficar sozinho com o pai e decide pegar o carro (mesmo não tendo idade para dirigir) e ir em busca do irmão. Nessa jornada o garoto vai encontrar grandes problemas e terá que lidar com diversas questões.

"Eu temia que Emily as vezes se sentisse muito sozinha. Mesmo que a gente nunca comentasse, acho que precisávamos um do outro."


O livro vai abordar temas fortes como bullying, violência domestica, homossexualidade, drogas, abuso sexual entre outras coisas, mas a leitura flui muito bem. A escrita do autor é maravilhosa, e apesar dos temas fortes o livro tem passagens muito divertidas, afinal o protagonista é um adolescente e tem todas as duvidas e sentimentos normais dessa idade, além de reações do corpo comuns nessa idade (se é que me entendem kkk)

"Eu nunca soube que línguas podiam ter tanta utilidades, ou que o interior da boca de uma pessoa podia ter um gosto tão bom."

A amizade entre os dois irmãos é a coisa mais linda nesse livro. O fato que vai fazer Bosten fugir de casa só acontece um pouco depois da metade do livro, ou seja, durante a primeira metade os irmão estão juntos, lidando com os problemas juntos e é uma coisa incrível de se acompanhar. Um amor fraternal puro e lindo, com certeza você vai se emocionar.



SÉRIE QUEBRADOS (Sofia Silva)

Provavelmente você já ouviu falar, e talvez já tenha lido, o livro Sorrisos Quebrados da autora portuguesa Sofia Silva. Se você é um dos poucos que nunca ouviu falar do livros leia a resenha dele clicando aqui

Mas muita gente não sabe que Sorrisos Quebrados faz parte de uma série, com histórias independentes, ou seja, você não precisa ter lido um para poder ler o outro. A autora começou a publicar esses romances na plataforma Wattpad e o sucesso foi tão grande que uma editora entrou com contato com ela querendo publicar seus livros. Sorrisos Quebrados foi o primeiro a ser publicado e explodiu em vendas. Tudo indica que os outros volumes da série também vão ser publicados, até mesmo porque a autora os excluiu do Wattpad. Sim, isso é triste. Quem leu leu, mas quem não leu vai ter que esperar até o lançamento por uma editora, pois eles não estão mais disponíveis na plataforma.

Segue abaixo a capa e a sinopse de cada livro da série. Sorrisos Quebrados não esta listado abaixo porque você pode ler a resenha dele clicando aqui


CORAÇÕES QUEBRADOS
Uma relação maior do que um Oceano

Emilia é uma garota brasileira que esta internada numa clinica pela terceira vez. Há dois anos sua vida mudou drasticamente em um acidente onde sua família veio a falecer. Ela esta cansada de sofrer e viver escondida pelas marcas deixadas pelo acidente.

Diogo vive em Portugal e nunca conheceu o amor verdadeiro. Ele é um militar que foi ferido enquanto lutava no Afeganistão. A experiencia o quebrou em todos os sentidos, o corpo antes forte agora esta fraco, e o coração despedaçado pela morte de seus companheiros, a quem ele considerava irmãos.

Inspirado por seu psicologo, Diogo participa de uma "experiencia virtual" e é onde conhece Emilia, e a vida dos dois começa a mudar. Quando Emilia some da sala de bate papo, Diogo se enche de coragem e embarca no primeiro avião para o Brasil em busca dela.

Divididos pelo oceano, mas unidos pela escrita, um português e uma brasileira vão descobrir que a esperança existe. Um romance que ultrapassa as barreiras.

Frases Marcantes:

"É como olhar uma árvore no inverno e acha-la feia por não ter folhas, sem perceber que o mais importante continua forte: as suas raízes."

"Todos temos o direito a sermos egoístas, e o amor é o sentimento com mais egoismo, pois queremos que a pessoa seja só nossa e seus olhos vejam apenas nossos olhos."

"O coração quando encontra na amada o mesmo ritmo, nunca mais muda as suas batidas"

"As vezes precisamos perder algo que pensávamos ser bom para ganhar algo verdadeiramente excelente."

"Não precisamos de palavras quando nossos corações falam entre si"



DESTINOS QUEBRADOS
Um amor maior que o tempo

Leonardo abandonou Rafaela sem mais nem menos, ele simplesmente foi embora e deixou para trás a mulher que amava. Por dez anos ele viveu para o trabalho, alcool e mulheres. Dez anos de dor, de arrependimento, sentindo-se covarde, mas agora o destino vai-lhe dar uma nova oportunidade e ele não vai desperdiça-la. Ele quer reconquistar Rafaela, porém sabe que não pode contar o que aconteceu. É doloroso demais.

Rafaela foi abandonada pelo amor de sua vida. O homem que a fez mais feliz, também a transformou numa pecadora. Agora ele esta de volta e embora ela ainda o ame, não consegue perdoa-lo. Não consegue esquecer o que aconteceu e sabe que ele nunca poderá saber o que ela fez, pois a verdade é dolorosa demais.

Os protagonistas desse livro, Leonardo e Rafaela, são personagens que aparecem no primeiro livro Corações Quebrados. Assim como os protagonistas do primeiro livro, Emilia e Diogo, também aparecem neste.

Frases Marcantes

" As vezes o relógio precisa parar para criarmos o nosso próprio tempo"

"Porque a vida é uma canção sem coreografia e para acertarmos é preciso falharmos em alguns passos"

"O verdadeiro amor é aquele em que mostramos tudo a outra pessoa sem exigir que ela aceite o que vê, mas que se apaixone por quem descobre depois de observar".



HERÓIS QUEBRADOS
As vezes para sermos heróis, nos tornamos vilões.

Dizem que ninguém nasce vilão, torna-se.
Certamente nunca imaginei que um dia seria igual aos que na infância fingia vencer. Eu era o bom, o que derrotava os monstros e destruía todos aqueles que causavam dor. O mais valente. O herói. Hoje não sou nada disso.
Para salvar quem mais amo, e cumprir uma promessa, matei um monstro sem imaginar que parte de mim morreria junto.

Meu nome é Cauê. Sou órfão. Sou irmão. Sou um corpo sem alma. Matei o meu pai. Sou um assassino.
Vagueio pelas sombras com vergonha do que fiz para sobreviver nas ruas do Brasil enquanto figia com a minha irmã, mas sabendo que faria tudo novamente sempre que o sorriso dela surge. Os meus punhos embatem nos ossos dos adversários, nos demônios que ataco. Mato todos, como eles fizeram comigo há anos, quando na realidade quem sangre dos socos sou eu porque eles estão presos no passado. Será que um dia irei parar de lutar?


Meu nome é Mariana. Tenho uma família ideal,  muitos amigos e felicidade brota de mim, contudo é ele que procuro entre a multidão. É o seu corpo escondido nas sombras que observo diariamente com receio de que ele descubra. São as suas feridas que quero curar e os seus segredos descobrir. O seu corpo que chama por mim quando tudo o que ele faz é tentar esconder-se. Não ouço quando dizem que ele é perigoso ou estranho, porque tudo o que vejo é invisível para os outros.

Não sei como a nossa história vai terminar, só sei que começa como muitos contos de amor: com duas pessoas sem imaginarem que estão se apaixonando e vivendo um grande amor.


SONHOS QUEBRADOS

Esse não é bem um livro, é apenas um conto e não sei se vai ser publicado.  A história gira em torno de Fernando e Isabel. Ela esta prestes a ir para Espanha trabalhar num museu e estudar arte, um antigo sonho. Já Fernando trabalha na pastelaria dos pais de Isabel, mas sonha em ser dono de sua própria vida.
O que acontece aos sonhos quando duas pessoas se apaixonam?


 


ANIQUILAÇÃO (Jeff vanderMeer)

"Não cheguem muito perto, não deixem que ele encoste em vocês"

Olá, a resenha de hoje é sobre um livro que  foi lançado em 2014, mas que esta bombando agora devido a sua adaptação cinematográfica que acaba de estrear na Netflix. Trata-se de Aniquilação, o primeiro livro da trilogia Comando Sul. Eu li o livro e assisti o filme, e as diferenças entre os dois são gritantes. 

"Agora todo o medo que sentia era visível"

O livro começa com quatro mulheres entrando num local conhecido como área X. Não sabemos seus nomes, elas são apenas a bióloga, a psicologa, a topografa e a antropóloga, o livro é narrado pela bióloga. 

A área X é um local que foi tomado por alguma coisa que ninguém sabe o que é, mas que faz com a natureza haja de forma estranha. Desde que isso começou a organização Comando Sul tem mandado expedições até o local para tentarem descobrir o que esta acontecendo lá dentro, só que até agora não obtiveram resposta nenhuma, pois todos que entram lá saem de forma estranha e morrem em pouco tempo.

Pela primeira vez a expedição será formada só por mulheres, e a bióloga esta ali por um razão muito peculiar. O marido dela foi voluntario na expedição anterior, voltou para casa um ano depois de entrar na area X, mas ele estava completamente diferente,  aéreo, sem saber como tinha ido parar ali. Ele morreu poucos dias depois, a bióloga tentou levar sua vida por um tempo, mas chegou uma hora em que ela decidiu que queria ir para área X, queria saber o que tinha acontecido com seu marido e com todos os que entram lá.

O livro narra a expedição delas e as coisas bizarras que elas vão encontrando naquele lugar, chega a ser assustador algumas vezes. Logo de cara elas encontram uma especie de torre com plantas crescendo nas paredes e formando palavras e frases muito sinistras. Elas suspeitam que exista alguma coisa vivendo no fundo da torre, elas o chamam de rastejador, mas ninguém sabe exatamente o que é.

"Durante horas, meus pensamentos giram sem parar, buscando explicações para o que eu tinha visto"

Como comentei no inicio existem diferenças gritantes entre o livro e o filme. A torre que é onde se passa boa parte do livro simplesmente não tem no filme. Somente no final do filme, quando a bióloga chega ao farol é que ela encontra um buraco no chão que eu acho que pode ser a tal torre, mas é bem diferente.

Outra diferença é que no livro todos os que entram na área X conseguem sair, eles só não sabem como saíram. Do nada eles aparecem de volta em suas casas, porem não sabem como chegaram lá e morrem em pouco tempo. Já no filme todos os que entram na área X não saem, o marido da bióloga é o primeiro a conseguir voltar para casa e apesar de estar muito doente não morreu.

A própria explicação sobre o que é a tal coisa é diferente no filme e no livro, embora em nenhum dos dois a gente fique sabendo de tudo, já que esse é o primeiro volume de uma trilogia. Não vou dar spoilers aqui, mas o final do livro também é bem diferente do final do filme.

De forma geral eu gostei bastante do livro. Do filme eu também gostei, só que as vezes parecia ser outra história. Enfim, para quem curte mistério, aventura e coisas sobrenaturais vai curtir a Aniquilação.

Segue o trailer do filme 

Refazendo capas de livros

O post de hoje é uma brincadeira que gosto de fazer. Trata-se de pegar alguns livros que tenham a capa feia e refaze-las, de um jeito que eu acho que fica bom.
Me inspirei num quadro do canal da Beatriz Palludetto e resolvi me arriscar a refazer capas também. O resultado você confere no video abaixo. E fique a vontade para fazer críticas e me dar sugestões de livros com capas feias que mereciam ser refeitas.


Resenha: SORRISOS QUEBRADOS (Sofia Silva)

"Meu reflexo surge no espelho como se o vidro estivesse quebrado, e não eu. Se eu não consigo ver beleza em mim, quem conseguirá?"

A resenha de hoje é de livro que muita gente tem comentado na internet. Trata-se de Sorrisos Quebrados, da portuguesa Sofia Silva. Vi vários posts em grupos literários elogiando o livro, então acabei dando uma chance e gostei muito.

O livro tem um começo de tirar o fôlego. Paola é uma jovem casada que esta prestes a fugir de casa por não aguentar mais as agressões do marido. Quando esta prestes a escapar, o marido a encontra e a arrasta para uma agressão monstruosa. É aquele inicio de livro que te choca pelo nível de crueldade. Foi um verdadeiro milagre Paola ter sobrevivido, mas ela esta quebrada em todos os sentidos.

Seis anos depois Paola vive numa clinica onde faz tratamento psicológico para lidar com seus traumas e medos. A jovem ficou com metade do rosto e partes do corpo totalmente desfiguradas devida a agressão e ela tem medo de tudo e de todos. 

"Nesse dia apanhei pela primeira vez e cometi o segundo erro: perdoei"

Durante uma comemoração de carnaval na clinica Paola conhece Sol, uma menina de quatro anos que também se trata na clinica. Sol é uma criança que não se socializa com ninguém, assim como Paola ela também tem medo das pessoas devido a um trauma que sofreu no passado.  Surpreendemente Sol se afeiçoa a Paola, na verdade Sol gruda em Paola, quer ficar com ela o tempo todo. É aí que Paola acaba se aproximando de Andre, o pai de Sol, e um sentimento entre eles vai surgindo.

É uma relação complicada, tanto Paola quanto André tem traumas do passados, ambos tiveram relacionamentos destrutivos e é difícil pensar em se apaixonar de novo.

"Olhando para mim esta uma mulher com sua beleza destruída, reluzindo no escuro e eu não me assusto mais. Minhas mãos fazem carinho no que alguém quebrou e digo o que ela precisa ouvir:
__ Paola, o lado feio não existe em você. Não mais para mim"

Narrado em primeira pessoa, hora por Paola, hora por Andre, o livro apresenta uma leitura fácil e de forma direta.. Devo confessar que durante a leitura pareceu que eu estava lendo uma fanfic, e quando fui pesquisar sobre a autora descobri que é quase isso mesmo. Sofia escreve histórias do Wattpad e devido ao sucesso que a história de Paola estava fazendo ela lançou uma versão em e-book na Amazon. O sucesso foi tão grande que acabou virando livro físico.

De modo geral Sorrisos Quebrados é uma leitura agradável, o livro é curto e a história flui muito bem. Ele toca em assuntos pesados, mas a mensagem que passa é que você consegue superar tudo, não importa que o mundo tenha tentado de destruir a chave para a felicidade esta dentro de você. 

LIVRO 4 DA SAGA CORTE DE ESPINHOS E ROSAS

Como já foi divulgado Sarah J. Maas vai lançar mais três livros no universo de Corte de Espinhos e Rosas, que não terão Feyre e Rhysand como os protagonistas. Nesse post vou contar tudo o que já sabemos sobre o livro 4

O titulo original é A Court of Frost and Starlight, o que em tradução livre é Corte de Geada e Luz Estelar.

Será lançado dia 1º de maio e já esta a venda na Amazon Brasil por cerca de 36 reais. Lembrando que é a versão em Inglês. Ainda não temos uma data para o lançamento em português.

Diferente de Corte de Asas e Ruína que teve quase 700 páginas, este terá apenas 272.

SINOPSE:

Meses após os eventos explosivos em Corte de Asas e Ruína, Feyre, Rhys e seus companheiros ainda estão ocupados reconstruindo a Corte Noturna e o mundo amplamente mudado além dela. Mas o Solstício de Inverno esta perto e com isso um repouso arduamente ganho. No entanto mesmo a atmosfera festiva não pode evitar que as sombras do passado se aproximem. Conforme Feyre navega seu primeiro Solstício de Inverno como Grã Senhora da Corte Noturna, ela descobre que aqueles que ela ama possuem mais feridas do que parecia - cicatrizes que terão um impacto de longo alcance no futuro da Corte.

O QUE SABEMOS:

- O livro será narrado por Feyre, Rhys e mais dois personagens.

- O cenário é durante o Solstício de Inverno, no aniversário de 21 anos de Feyre.


FRASES DIVULGADAS:

"Nós passaremos o Solstício juntos. Todos nós"

"Eu era estúpida o suficiente para acreditar que, embora a guerra tivesse terminado, todas as feridas foram curadas"

"Estrelas brilhavam em torno de nós, enquanto a doce escuridão se aproximava. Como se fossemos as únicas almas numa galaxia"



Resenha: CORTE DE ASAS E RUINA (Sarah J. Maas)

Se Rhysand era a noite triunfante, eu era a estrela que só brilhava graças a sua escuridão, a luz apenas visível por sua causa".

Finalmente terminei de ler Corte de asas e ruína, o terceiro livro dessa maravilhosa saga. Aqui temos o final da trama de Feyre e Rhysand, mas não exatamente o final desse universo.

O livro começa com Feyre de volta a Corte Primaveril, mas não de volta aos braços de Tamlin. Ela esta muito brava com Tamlin por ter feito o que fez. Pra quem não lembra do final do ultimo livro, Tamlin se uniu ao rei de Hybern para ter Feyre de volta, e acabou envolvendo as irmãs delas, que foram transformadas em féericas ao serem mergulhadas no caldeirão.

"Lembre-se que você é uma loba e não pode ser enjaulada"

Na Corte Primaveril Feyre se sente sozinha, mas tenta manter as aparências e segue como uma especie de espiã, tentando descobrir quais são os planos de Tamlin e de Hybern. Já na corte Noturna Rhysand e amigos se preparam para a guerra que esta cada vez mais próxima. As irmãs de Feyre também estão na corte noturna e ao que tudo indica ambas herdaram poderes do caldeirão.

Como já sabíamos desde o primeiro livro a guerra esta a caminho e nesse terceiro volume ela finalmente chega. Feyre e Rhysand sabem que o exercito de Hybern é grande e poderoso por isso eles tentam a se aliar a todas as criaturas possíveis para terem alguma chance na guerra.

"Eu teria esperado quinhentos anos mais por você. Mil anos. E, se esse foi todo o tempo que nos foi permitido... a espera valeu a pena."

Uma coisa que eu amei nessa saga é a questão do poder feminino #GirlPower.  No livro anterior Feyre se torna a Grã Senhora da Corte Noturna e surpreende a todos, afinal até então só homens se tornam Grã Senhores, nenhuma mulher jamais ocupou esse posto. Não vou dar spoilers do final dessa história, mas posso adiantar que a guerra foi decida pelas mulheres. #YesWeCan.

"O que achamos ser nossa maior fraqueza pode ser, as vezes, nossa maior força.E que a pessoa mais improvável pode mudar o curso da história"

Pra mim a finalização dessa história foi perfeita, ri, chorei e me emocionei muito com o final. Como já foi divulgado a autora vai lançar outros volumes dessa saga, mas não vai ser mais com a historia de Feyre e Rhyssand e sim com personagens secundários, ainda não foi dito qual, mas eu aposto em Amren, Cassian, Lucien ou Nestha. Aparentemente serão mais 3 livros, cada um narrado por um personagem.

O próximo livro será lançado agora em maio dos Estados Unidos e recebeu o título de A Court of Frost and Starlight (em tradução livre Corte de geada e luz estelar) e você pode saber mais sobre ele clicando aqui